quarta-feira, julho 23, 2008

Cyius - Onde Quer Que Esteja

A flor de Lótus. Fazendo uma breve pesquisa, descobrimos algumas curiosidades a seu respeito: venerada na cultura oriental, a flor é intimamente ligada à espiritualidade, uma vez que a forma como desabrocha (em meio à lama e com pouca água) é relacionada metaforicamente à superação de obstáculos na vida. Lindo, mas o que isso tem a ver com a Cyius? Tudo! Carregando no peito cicatrizes dificílimas de serem sanadas (a morte de dois entes queridos num curto período), os integrantes dessa banda petropolitana demonstraram sábia grandeza ao levantarem a cabeça e seguirem adiante. O resultado dessa superação é "Onde Quer Que Esteja". Por motivos óbvios, o disco é embebido de uma carga emocional vívida e comovente. Assim, o degustador da obra provalvemente vivenciará a rara experiência de sentir arrepios nos braços ao som de "Lótus". A emotividade aqui presente não é tudo: a pluralidade sonora é outro ponto forte. Se por um lado temos "Brisa", que se inicia com uma maravilhosa pitada de bossa nova, por outro lado eis "Cegueira", marcada por distorções cheias e pelos vocais dilacerados de Bruno, da também serrana Itsari. Tecnicamente, o grupo é milimetricamente coeso e harmônico. A cozinha de "Amnésia" é prova da competência desses músicos. Não foi por mero acaso, portanto, que o disco rendeu à banda o prêmio London Burning de música independente na categoria melhor álbum de rock de 2007. Felizmente, o merecido reconhecimento veio à altura de um trabalho que transcende o rock experimental e/ou alternativo, ocupando um patamar acima deste conceito.

Nota: 9/10
Selo: 53 HC
Data de Lançamento: 2007
Website: http://www.cyius.com.br/ /
www.myspace.com/cyius /
www.tramavirtual.com/cyiusrock /

Tracklist:
01. Amnésia
02. Lótus
03. De Olhos Bem Abertos
04. Sinais de Bagdá
05. Mar Aberto
06. Um Motivo a Mais
07. Brisa
08. Bipolar
09. Cegueira
10. Samsara
11. Dois Sóis
12. Uma Noite Qualquer

Um comentário:

rapha disse...

Cyius é uma das melhores bandas de sua geração que conheço.
Ouvi os caras pela primeira vez no Machine head um programa de rádio de petrópolis que nunca mais sintonizou no meu rádio. Acho que foi só pra eu conhecer eles mesmo.
Rock de primeira.
Vida longa Cyius!